ZERO, hoje foram zero!

Não é assim que se enfrenta o “jogo mais importante do ano”.

Hoje foram todos zero, treinador e jogadores. Nenhum dos 14 jogadores que esteve em campo fez a diferença, não mostraram espírito de quem está perante o “jogo mais importante do ano”.

E o treinador tem de deixar de insistir em Imbula, porque agora já não se trata de dar confiança ao jogador, trata-se de não prejudicar a equipa. E Imbula hoje andou perdido em campo, entregando inúmeras bolas aos adversários e culminando a sua exibição com um penalti absurdo.

Curiosamente um penalti absurdo que poucos árbitros marcariam, mas quem marca este penalti, também tem de marcar o penalti sobre André André.

E agora resta-nos Stamford Bridge… Infelizmente e por muito que o Chelsea não esteja com a moral em alta, acho muito complicado irmos lá sacar um ponto que seja. Pois é certinho que o Dinamo ganha ao Maccabi em casa, e por isso Mourinho estará obrigado a ganhar e a jogar em casa, não costuma desperdiçar.

Voltando a André André, deu para ver porque é que a newsletter Dragões Diário atacou Fernando Santos, pela mesma razão, porque André André não foi titular contra o Setúbal, está com a bateria em baixo. E Fernando Santos muito preocupado com o jogo da Taça, fez questão de lhe dar 140 minutos de jogo.

Uma última nota, pedido, para Velasco Carballo, que nunca mais apite o Porto. O ano passado tirou-nos Danilo e Alex Sandro contra o Bayern (sem falar na expulsão perdoada a Neuer) e hoje foi de uma enorme dualidade de critérios na marcação de faltas, sendo o caso mais gritante o penalti de Imbula e a não marcação de penalti sobre André André, agarrado por dois jogadores.

Uma noite má demais.

Comentários