“A verdade é que ainda não ganhamos nada” – Sérgio Conceição

sergio_vs_sporting_020318 (1)

Após o triunfo frente ao Sporting (2-1), no clássico da 25.ª jornada da Liga NOS, Sérgio Conceição falou em objetivo cumprido, numa partida que considerou difícil, mas que o FC Porto acabou por vencer de forma justa. Para o treinador, a chave do jogo acabou mesmo por ser a eficácia, que rendeu aos portistas o golo que acabou por desequilibrar o quarto duelo entre Dragões e leões da presente temporada.

Para o técnico, a luta pelo título contínua igual, ou seja, com três equipas em posição de chegar ao lugar desejado. Menos positivo foi a confirmação da lesão de Marega, que o técnico admitiu ser mais “uma dor de cabeça”.

A justiça da vitória
“A chave do jogo foi termos marcado, termos sido eficazes. Começámos o jogo bem, fizemos uns primeiros 15/20 minutos de grande qualidade. O Marega mandou ao poste, esteve isolado e acabámos por fazer golo numa terceira oportunidade. É verdade também que o Sporting nunca abdicou de jogar e de explorar ao máximo o espaço. É uma equipa bem orientada, muito competitiva e com muita qualidade. A primeira parte acabou com um golo deles, não sei se com falta ou não sobre o Brahimi. Aí a mensagem foi simples: entrar da mesma forma, condicionar ao máximo a construção e dinâmica de jogo deles. Fizemos o golo e procurámos depois o 3-1, querendo sempre a baliza adversária. A partir do momento em que metemos o Reyes ficámos um pouco mais baixos, podíamos ter feito o 3-1, mas a verdade é que o Sporting também poderia ter feito o 2-2. Estamos felizes pelos três pontos. Era esse o objetivo.”

Identidade sempre para manter
“Sofremos um bocadinho, mas mantivemos os três jogadores no meio. Podíamos ter feito o 3-1, porque a defesa do Sporting estava muito subida e podíamos ter aproveitado. Talvez tenha faltado um bocadinho de critério a sair com a bola em algumas situações, mas estivemos algo ansiosos nesse momento. Em termos estratégicos o jogo correu bem. Obviamente que o Sporting também tem qualidade e consegue condicionar-nos.”

Caminho ainda não está concluído
“Acreditamos no trabalho que realizamos. Esta era uma oportunidade de treinar jogadores com grande qualidade. Falo por mim e pela equipa técnica. Mas a verdade é que ainda não ganhamos nada só perdemos um título. Fico contente por tudo que temos feito, mas o caminho ainda não está concluído. Estamos a realizar um trabalho competente e todos estamos determinados em conseguir o campeonato.É importante ter este realismo presente.”

Sporting ainda na luta a três
“Não está fora da luta. É uma equipa que já demonstrou várias vezes que tem alma, estofo e vontade de vencer o campeonato. Sinto a forma como eles estão dentro de campo e por isso acho que ninguém está fora. Continuam três equipas a lutar pelo título e vai ser uma luta até ao fim. Não preciso de mandar mensagens para o exterior. A mensagem que eu passo é para dentro do balneário. Um jogo pode modificar tudo, até o estado de espírito das equipas, porque caminhamos para o fim. Olhamos para o jogo seguinte sabendo que nesta fase são autênticas finais. Hoje demos um passo importante, frente a um rival, mas não mais do que isso.”

Marega é dor de cabeça
“Ainda não sabemos a extensão da lesão. Vamos saber amanhã, mas é mais uma dor de cabeça.”

Elogios a Gonçalo Paciência
“O Gonçalo é um talento. Tem qualidade e, se continuar a evoluir, pode dar grande ajuda à nossa seleção. Hoje jogou, deu um bom contributo à equipa.”

*in FCPorto

Comentários