A Taça da Liga que as papoilas gostam

Uma vez mais e num jogo em que foram beneficiados, num penalti não marcado sobre o Corona aos 8 minutos e em duas expulsões que ficaram por dar (2º amarelo a Jardel e a Seferovic), as papoilas e o seu regime de meretrizes encartilhadas estrategicamente colocadas em todos os canais, quer passar a imagem que eles é que foram prejudicados.

E digo quer passar a imagem, porque cabe a nós portistas, lutar contra esta gente. Esta mesma gente que enche a boca para falar do golo do Maicon, num jogo em que Luisão empurrou Alvaro Pereira pelas costas dentro da área a acabar a primeira parte e onde Cardozo jogou voleibol dentro da sua grande área. Tudo isto muito antes do tal golo do Maicon.

E para dourar a pílula o Primeiro Ministro achou por bem, no final do jogo, disparar contra a arbitragem e exigir o afastamento de Fábio Veríssimo. Aquele árbitro que todos os adeptos de futebol que não são papoilas, conhecem por VARíssimo, pelo famoso Aguenta, Aguenta no golo anulado ao Portimonense, na casa das toupeiras na temporada passada.

papoilas-portimonense-aguenta-varissimo

Uma vez mais o Primeiro Ministro mostra a sua ingratidão para um árbitro que foi um dos principais responsáveis pela presença das papoilas nesta Final Four da Taça da Liga. É que se calhar já não se lembram, mas foi VARíssimo o árbitro do Aves – papoilas disputado no final de Dezembro. Jogo que acabou 1-1, e no qual e durante largo tempo o Aves tinha o apuramento garantido, pois esteve a ganhar 1-0.

Pois bem, nesse jogo e com 1-0 para o Aves, Gedson Fernandes escapou várias vezes ao 2º amarelo (viu o primeiro aos 36). Num dos lances em que escapou ao amarelo, acaba mesmo por agredir o adversário com uma pancada nas costas, ao lado do fiscal de linha.

Como se não chegasse a possível expulsão de um jogador, VARíssimo não viu 2 penaltis para os da casa. Uma mão clarinha como a água, de Yuri Ribeiro num canto e depois mais uma entrada de Gedson, que varre por completo o adversário.

E isto num jogo em que o golo do empate é muito duvidoso, quanto a um possível fora de jogo do Esferovite:

aves-papoilas-fora de jogo

Mas a história não se fica por aqui, esta Taça da Liga ou como eu gosto de a chamar: Taça Senhor Lucílio Baptista, teve muitos mais casos de ajuda às papoilas.

Na 1ª jornada as papoilas jogaram em casa com o Rio Ave, e ganharam por 2-1. Um jogo apitado por Rui Oliveira, árbitro que tem/tinha Like na página de um conhecido proxeneta, e que chegou à 1ª categoria com muita polémica.

Genro de Alexandre Morgado, ex-presidente do Conselho de Arbitragem da AF Porto, Rui Oliveira terá sido apanhado a copiar (segundo palavras de Victor Madeira, presidente do Conselho de Arbitragem de Beja), no exame de acesso ao estágio para a Primeira Liga (podem ler mais sobre este caso aqui).

Voltando agora ao papoilas vs Rio Ave, o resultado ficou 2-1 e o primeiro golo foi marcado da marca de grande penalidade, depois de Esferovite fazer de piscineiro de serviço, com um mergulho que honraria qualquer jogador que se lesiona quase sempre antes de jogos com anti-doping.

Nesse mesmo jogo, e já a acabar, Rui Oliveira perdoou a expulsão a Samaris:

Deste jogo com o Rio Ave, deixo este lance para vossa apreciação. Jogador do Rio Ave cabeceia a bola, e aparece ali um pézinho maroto

E falta falar do jogo da 2ª jornada, papoilas vs Paços de Ferreira, que acabou com a vitória dos da casa por 2-0. Jogo apitado por António Nobre, e onde uma vez mais o primeiro golo foi irregular, por fora de jogo de Esferovite.

Olhando para tudo isto, como não perceber o desalento, a revolta das papoilas ao serem afastadas da competição que tanto os acarinhou desde a sua génese?

papoilas-pacos-1-0

Ou já se esqueceram da 2ª edição da competição, quando num jogo disputado no Algarve, o Senhor Lucílio Baptista transformou o peito de Pedro Silva em mão, dando penalti às papoilas. Penalti que lhes permitiu empatar o jogo?

Há coisas que nunca mudam. E o mau perder das papoilas é uma delas. Pensam que têm o direito de ganhar, a bem ou a mal e mesmo quando são ajudados mas não conseguem ganhar, como ontem, estranham e disparam para todos os lados. Mas gelados com a testa, só come quem quer.

Comentários