“Penso que há tudo para ser um bom jogo” – Sérgio Conceição

sergio-conceicao_prebraga_260817_1

Independentemente do adversário, o discurso ambicioso de Sérgio Conceição não se altera. O treinador do FC Porto não tem dúvidas que o próximo jogo do FC Porto vai ser um teste difícil, mas mais um em que os azuis e brancos vão lutar para serem mais fortes do que o adversário e ganhar. E o técnico fez questão de lembrar o percurso vitorioso frente a bons adversários na pré-temporada para justificar a sua tese: “Nós já jogámos contra o Deportivo da Corunha, que não é uma equipa qualquer, fomos jogar a Guimarães e fizemos um jogo fantástico, dito por vós e por mim também”, lembrou o técnico antes de recordar a difícil vitória em Tondela para lembrar que neste campeonato nunca se sabe qual vai ser o maior ou o mais exigente teste.

Para Sérgio Conceição, esses testes são diários, nos treinos, e por isso o resultado dos jogos é só um reflexo dessa exigência e ambição, que garante não faltar no grupo que dirige. Na antevisão do jogo com o Braga, abordou ainda a paragem do campeonato e o fecho do mercado, admitindo que não gostava de ver nenhum jogador sair, e considerou excessivo o castigo relâmpago aplicado ao árbitro Jorge Sousa, numa altura em que lembrou que outras decisões vão sendo consecutivamente adiadas.

O teste de Braga
“Nós nunca sabemos qual vai ser o jogo que nos vai criar mais dificuldades, o que nos vai criar mais problemas, ou qual é o jogo decisivo. Nós já jogámos contra o Deportivo da Corunha, que não é uma equipa qualquer, fomos jogar a Guimarães e fizemos um jogo fantástico, dito por vós e por mim também. Os nossos testes são diários e são esses que queremos passar todos os dias. Aqui não há pressão de nada. Temos um jogo muito difícil amanhã e, como em todos os outros, vamos dar o melhor de nós e chegar lá para ser mais forte do que o adversário e ganhar. Eu, porque passei por aquele clube, sei que não é fácil, mas estamos cientes das dificuldades, como já demonstrámos nestes jogos do campeonato. Por isso, amanhã não é o primeiro grande teste, porque, repito, de acordo com a nossa exigência e ambição, temos testes diários, e no domingo é só o resumo desse trabalho.”

Sobre o jogo em Braga
“Penso que há tudo para ser um bom jogo. O FC Porto está num bom momento e o Braga também. Ganhou o último jogo fora e conseguiu o apuramento para a fase de grupos da Liga Europa. Penso que ambas estão bem no que respeita a resultados. No que diz respeito a dinâmica de jogo, já poderá ser diferente.”

A paragem do campeonato e o fecho do mercado
“O nosso foco é ganhar o jogo de amanhã. Depois disso há uma paragem para os jogos das seleções, onde nós temos muitos jogadores, mas isso é um sinal positivo. Esta paragem coincide com o fecho do mercado e para ser sincero, e penso que não sou o único treinador a manifestá-lo, tenho o desejo que o mercado feche o mais rápido possível. Isto porque muitas vezes muitos assuntos são criados por pessoas que estão junto dos jogadores, que muitas vezes querer usufruir do que poderá ser um negócio…e isso nunca é bom: entra na cabeça dos jogadores e destabiliza-os. Obviamente que eu e o FC Porto não queremos que ninguém saia, porque estamos em plena sintonia, mas quanto a entradas poderá acontecer alguma. E eu espero que assim seja.”

A ausência de Soares
“O Soares é um jogador importante, como são todos os outros. Ele não esteve nos últimos dois jogos e acabámos por ganhar. Claro que eu queria ter as tais boas dores de cabeça e ter todos disponíveis. Não temos o Soares, mas temos todos os outros para o jogo de amanhã.”

O “não caso” de Hernâni
“Não sei se enquanto fiz a viagem do balneário até aqui ele se foi embora, mas penso que não. Não sei absolutamente de nada e, como disse, não quero que ninguém saia.”

O reencontro com o Abel
“O jogo vai ser o FC Porto contra o SC Braga e não o Sérgio contra o Abel. Conheço-o, porque ele foi para Braga na altura em que eu lá estava e também dei uma opinião positiva sobre ele. Tenho simpatia por ele. A partir daí fez um bom trabalho na equipa B e meritoriamente está na equipa principal. Mas amanhã não vai haver Sérgio contra o Abel ou contra o presidente Salvador. Amanhã é o FC Porto que defronta o SC Braga.”

Ricardo e a seleção
“Não tenho que discutir as escolhas do selecionador. Sei que o Ricardo aqui está dentro de casa, não está à porta. Na seleção estará perto de entrar e assim o espero, até porque é meu jogador e é um jovem de grande qualidade. O selecionador, inteligente como é e conhecedor de futebol, saberá quando o chamar.”

O castigo do árbitro Jorge Sousa
“Nós não podemos andar no futebol e fingir que as coisas não acontecem. Não quero dizer que ele esteve certo ou errado, mas o que posso dizer é que isto existe no futebol. Existe por parte dos árbitros, e não é o único, por parte dos jogadores, treinadores e dirigentes. E não vejo ninguém castigado. Para ser sincero só fiquei admirado com o timing desse castigo porque existem outros por resolver que se vão estendendo ao longo das semanas. E não estou aqui tentar fazer um show. Alguns podem aproveitar as conferências para ter um discurso fabuloso, mas estou a dizer o que sinto. Sinceramente não acho que tenha sido nada demais, porque acontece muitas vezes no futebol. Acho que estamos a exagerar. Esta é a linguagem de futebol e vocês, jornalistas, que muitas vezes jogam futebol, sabem que esta linguagem existe no futebol amador e no futebol profissional. Não digo que seja correta, mas que existe, existe.”

*in FCPorto

Comentários