Lucho quer jogar mais um ano, e depois vir morar para o Porto

Lucho González conhece bem o novo treinador do FC Porto. Falou com ele, mas diz que nunca esteve em cima da mesa fazer parte da equipa técnica, isto apesar de o médio pensar em ser treinador

É da Argentina, mesmo depois de ter deixado o River Plate, que Lucho dá a O JOGO conta dos planos futuros. Quer ser treinador, vai morar no Porto, mas ainda pensa jogar mais uma época. Ligou a Nuno para o felicitar e acredita que o novo treinador vai devolver aos adeptos um FC Porto ganhador.

Deixou o River. E agora?

-Vou analisar as hipóteses que surgirem. Já tenho algumas propostas e a minha ideia é continuar a jogar. Não me retirei. Tenho de ver com a família, mas sinto-me bem e, enquanto o físico permitir, continuarei a jogar. Quero ponderar, porque vai ser a última etapa, e decidir com tranquilidade. Quando fui para o Marselha, para o Catar, ou quando regressei ao FC Porto e ao River, foi tudo muito rápido. Se até agosto não acertar nada, volto para o Porto, onde tenho casa, começando o curso de treinador para outra carreira que não é fácil. Mas, a minha ideia é jogar pelo menos mais um ano e, depois sim, voltar para o Porto. Até agosto vou esperar…

Vê-se noutro clube argentino?

-Aponto mais para o estrangeiro. Aqui, vive-se o futebol com muita intensidade; mudou muito. Às vezes faz-se uma tempestade com coisas sem importância. É difícil lidar com coisas que são ditas e não são verdade; há quem opine com muita facilidade. Este ano no River serviu-me para aperceber-me disso.

*in OJogo

Comentários