“Fomos superiores, embora ache que o resultado é curto” – Sérgio Conceição

sergio_conceicao_vs_sporting_070218 (2)

Após o triunfo frente ao Sporting (1-0), na primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, Sérgio Conceição admitiu ter ficado feliz pelo que considerou ser uma “exibição bem conseguida” da sua equipa, que diz ter sido aquela que mais fez para vencer o jogo. Garantida a vantagem para a partida da segunda mão, o treinador disse depois que este resultado deixa tudo em aberto para o jogo em Lisboa, pois frente a frente vão encontrar-se no Estádio de Alvalade as duas melhores equipas portuguesas da atualidade.

A resposta da equipa
“Depois do último jogo, com o SC Braga, no dia seguinte disse aos meus adjuntos que o Jorge Jesus vinha aqui com uma linha defensiva de cinco. E não me surpreendeu nada. Trabalhámos a equipa e sabíamos que era importante que os nossos avançados tivessem uma diversidade de movimentos e ocupassem espaços diferentes dos habituais. Na primeira parte tivemos três ou quatro oportunidades, a bola no poste, e o Iker [Casillas] não fez uma defesa. No início da segunda parte o Sporting criou uma ou outra situação, mas a partir daí voltamos a ser nós os melhores e criámos situações mais do que suficientes para sair daqui com uma diferença maior, frente a uma equipa forte. Tivemos muitas situações no último terço e, se as formos contar, comparando com o Sporting, então demos uma goleada. E aí, se as definíssemos melhor, se calhar acabávamos com outro resultado. Fomos à procura da despesa do jogo e por isso penso que foi um jogo bem conseguido. Fomos superiores, embora ache que o resultado é curto, mas temos que sair satisfeitos.”

Sporting satisfeito com o resultado
“Acho que o Sporting sai mais satisfeito, tendo em conta o que foi o jogo. Depois de ver aquilo que conseguimos criar e o que se passou no jogo, com inúmeras situações de perda de tempo, penso que eles saem satisfeitos com o resultado.”

O conhecimento da equipa do Sporting

“Na Liga dos Campeões o Sporting teve uma situação idêntica: no jogo com o Barcelona jogaram desta mesma forma. Foi inteligente da parte do Jorge Jesus em tentar vir aqui e não sofrer golos.”

Eliminatória em aberto
“Está tudo em aberto. Mesmo se fosse 2-0, estaria. Estamos a falar de duas das melhores equipas de Portugal e tudo é possível. São sempre jogos difíceis de prever. Controlamos aquilo que queremos para o jogo, mas nunca se sabe o que pode acontecer. Não sofrer é sempre bom e depois nós somos o FC Porto. Vamos a Alvalade para ganhar o jogo, como sempre. Não abdicamos do que são os nossos princípios.”

A dupla Sérgio Oliveira-Herrera
“Estamos à espera do Danilo, pois é um jogador muito importante para nós a todos os níveis. Eu confio em todos os jogadores e se me disser que o Sérgio e o Herrera estão em grande forma, para mim não é surpresa nenhuma. O Danilo é diferente, mas eu tenho soluções e os treinadores trabalham para arranjá-las. Esta é uma vitória dos jogadores e destes adeptos, que foram fantásticos.”

A ausência de Aboubakar
“No jogo com Braga sentiu uma dor. Não treinou estes três dias e nem um treino com baixa intensidade foi capaz de fazer. Mas temos muita esperança nos outros três avançados.”

A confiança em Soares
“Depois daquele episódio, o Soares logo a seguir refletiu e pediu desculpa. Um momento infeliz acontece, o importante é que não se repita. Mas o golo do Soares é fruto do trabalho de muitos jogadores e por isso temos que dar os parabéns a todos.”

A primeira vitória num clássico
“Tem a importância que tem. Estamos a meio de 180 minutos. Depois daquilo que se passou na Taça da Liga, em que falhámos a final de forma injusta, isto dá-nos algum conforto. Mas vêm aí mais lutas e a partir de amanhã já estamos a pensar no jogo com o Chaves e no campeonato, que, como sabem, é a nossa grande luta.”

*in FCPorto

Comentários