“Fizemos um jogo muito acima da média” – Sérgio Conceição

sergio_conceicao_vs_chaves_110218 (2)

O FC Porto goleou este domingo o Desportivo de Chaves (4-0), na 22.ª jornada da Liga NOS, e reassumiu a liderança da prova, ainda que continue a ter menos um jogo disputado do que os rivais. No final da partida em Trás-os-Montes, Sérgio Conceição deixou grandes elogios à performance portista e não escondeu que o Campeonato é o “grande objetivo” dos Dragões.

Equilibrados do início ao fim
“O Chaves não é muito de transições, mas entrou com o intuito de aproveitar algum espaço deixado por nós. Estivemos sempre equilibrados, tirando uma ou outra situação. No ataque, para chegarmos à baliza com perigo, precisávamos de mais gente no corredor central, daí serem mais importantes os três médios do que propriamente os dois avançados. Essa foi a chave da nossa vitória. Preparámos o jogo da melhor forma e os golos são uma sequência do bom trabalho feito por toda a equipa.”

Todos a caminhar na mesma direção
“Fizemos um jogo muito acima da média e estou contente com o desempenho de todos os jogadores. Maxi e Otávio, por exemplo, não vinham jogando muito nos últimos tempos, mas deram uma excelente resposta e mostraram que todos estão envolvidos e comprometidos. Isso deixa-me satisfeito enquanto treinador. Temos de continuar a caminhar rumo ao nosso objetivo, que é o Campeonato.”

Gestão? Qual gestão?
“Não fiz gestão. Utilizei o melhor onze e coloquei os jogadores que me davam mais garantias a todos os níveis. Tenho sempre opções e para o jogo de hoje, por exemplo, pensei que eram importantes as entradas do Maxi e do Otávio. Damos prioridade ao Campeonato e esse é o nosso grande objetivo.”

Soares e a equipa
“O Soares teve um início de época muito bom, mas lesionou-se e o Marega deu uma resposta muito positiva, como todos sabem e reconhecem. Quando o Soares estava a recuperar a sua forma, voltou a lesionar-se. Ele é um rapaz fantástico dentro do balneário e querido por todos. Mesmo que não fizesse os golos, a trabalhar desta forma é o Soares que eu quero, a jogar no limite. De qualquer forma, não gosto de individualizar. Foi um jogo acima da média e muito consistente da minha equipa.”

*in FCPorto

Comentários