“Falta mística ao FC Porto” – Rui Correia

“Se o Braga ganhar, não será surpresa; se for o FC Porto, será uma situação normal”, é desta forma que Rui Correia projeta o jogo deste domingo, na Pedreira. O antigo guarda-redes do FC Porto e do Braga, não valoriza o facto de os dragões jogarem depois do dérbi Sporting-Benfica, pois “a pressão nestes clubes existe sempre. É completamente indiferente. Nos quatro anos em que estive no FC Porto, se aconteceu uma situação idêntica, não foi preocupante”.

A equipa de José Peseiro “é forte, apesar de ter poucos portugueses”, um dado que Rui Correia considera pertinente, porque “mística, que lhe era reconhecida, está arredada. Não percebo porquê, e algumas pessoas comentam sobre isso. É visível que falta ao FC Porto a mística de outros anos. Não sei se devemos analisar isto apenas em relação aos jogadores, ou se a mística era dada pela estrutura”.

Rui Correia considera ainda que “não se tem visto este ano um Porto forte. É um facto que tem estado abaixo do habitual” e terá pela frente “um jogo extremamente difícil com um Braga que tem vindo a crescer nos últimos anos”.

Uma final da Taça de Portugal entre FC Porto e Braga “é interessante” e desperta emoções a Rui Correia. “Faz-me lembrar a Taça que ganhámos, por 3-1, na época seguinte à minha saída do Braga”, recorda.

*in OJogo

Comentários