Equipas do Desporto adaptado entregaram troféus no Museu

O Museu FC Porto by BMG recebeu esta tarde três novos troféus, relativos à época de 2015/2016 do desporto adaptado nas modalidades de futebol de 7 com paralisia cerebral, boccia e ténis de mesa. Como tem sido habitual, o Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa fez questão de marcar presença no evento, em que simbolicamente recebeu os respetivos troféus das mãos de um representante de cada equipa.

“Fico mesmo muito feliz em que vocês façam parte do FC Porto. Desde o meu primeiro mandato prometi que o desporto adaptado nunca deixará de existir enquanto eu estiver no FC Porto e tenho lutado por isso. É uma honra ter-vos no nosso clube. Vocês são um exemplo do que é lutar pelo sucesso e um exemplo do que é ser do FC Porto. São a vitória do querer e do enfrentar as adversidades. Fico feliz por estas taças que vocês ganharam, agora aqui expostas para tanta gente. Vocês, como atletas, podem ser apresentados como modelo a seguir para qualquer atleta do FC Porto”, afirmou o líder portista num discurso que sucedeu à entrega das taças.

Do futebol de 7, coube ao atleta Vítor Vilarinho expressar o sentimento de “imenso orgulho” em deixar um troféu na vitrina do Museu, deixando ainda a promessa de para o ano repetir este ato. O técnico Vasco Ribeiro é um dos obreiros por de trás do sucesso da equipa e as suas primeiras palavras foram de agradecimento para os que investiram nos jovens que agora são campeões. “É a prova de reconhecimento a quem investiu nestes jovens, pois é o culminar de um ano de trabalho. É uma alegria imensa trazer estes trofeus para juntar a estes todos que já cá estão”, afirmou em declarações ao Porto Canal e www.fcporto.pt.​

Do boccia, o destaque foi para a equipa de BC4 formada por Pedro da Clara, Carla Oliveira e Manuel Lopes, que no passado mês de maio se sagraram campeões nacionais. O mais experiente dos três atletas, Pedro da Clara, frisou que “é uma alegria muito grande conquistar títulos ao serviço do clube e poder entregar pessoalmente o troféu ao presidente é uma alegria para atletas e treinadores”.

Orgulho foi o sentimento dominante em todos os atletas e treinadores presentes. Depois de um ano vitorioso, em que o ténis de mesa ganhou coletivamente todos os títulos possíveis, o atleta Pedro Cardoso, que faz par com António Macedo, garantiu que estar no museu a entregar um troféu “é um sonho para o qual trabalhou diariamente durante todo o ano para realizar”.

*in FCPorto

Comentários