Derrota amarga

A esperança de apuramento continua viva, mas agora já não depende de nós. Esta é a nota a reter, após uma mostra de grande qualidade dos nossos jogadores de andebol contra o campeão russo – Chekhovskie Medvedi.

Os pupilos de Ricardo Costa estiveram quase sempre atrás do marcador, ainda que por margem curta, e nas diversas oportunidades de passar para a frente mostraram algum nervosismo. O jogo deu sempre a impressão que quando o Porto conseguisse assumir a liderança, iria disparar no marcador. Contudo esse momento não surgiu.

Foi já nos último 10 minutos do jogo que conseguimos pela primeira vez passar para a frente – 26-27 por Gilberto Duarte, e aos 27-28 tivemos ocasião de avançar para uma vantagem de 2 golos mas não conseguimos rematar após um mau passe para a ponta.

No final prevaleceu o poderio físico dos russos o qual usaram e abusaram, com conivência da arbitragem nomeadamente na área do pivot. Zona onde estivemos sempre debilitados, com a lesão de Daymaro Salina, sobrecarregando Alexis Borges.

O jogo terminou com 30-29 e agora é esperar que um dos rivais (La Rioja e Brest) perca pontos nas duas jornadas que ainda tem por disputar.

Quanto ao treinador, não percebi a pouca utilização do Gustavo e do Areia na 2ª parte. Ainda para mais com o desaparecimento de Gilberto, mas acontece…

FC PORTO: Alfredo Quintana (g.r.), Gilberto Duarte (2), Yoel Morales (3), Miguel Martins (1), Alexis Borges (3), Hugo Santos e António Areia (11)
Jogaram ainda: Hugo Laurentino (g.r.), Daymaro Salina, Gustavo Rodrigues (5), Ricardo Moreira, Rui Silva (2), Nuno Gonçalves, Nuno Roque (1), Jordan Pitre (1) e Michal Kasal
Treinador: Ricardo Costa

Comentários