Castro tem “sofrido como todos os portistas”, com os piores anos do Porto desde que nasceu

André Castro nasceu em 1988 e não se lembra de testemunhar momento mais negativo do FC Porto do que aquele que a equipa vive actualmente. Em entrevista a Bola Branca, o médio do Kasimpasa admite que este Porto “é diferente do que nos tem habituado” e reconhece que tem “sofrido como todos os portistas“.

Castro, que fez a formação no clube e chegou à equipa principal, tem consciência que “um clube não consegue estar sempre no topo”, mas avalia os dois últimos anos como “os piores” desde que nasceu.

Apesar da tristeza, o médio, de 27 anos, tem total confiança nos dirigentes portistas e acredita que a equipa ainda irá conquistar alguma coisa este ano: “Acredito que as pessoas que estão lá vão dar a volta. Há o risco [de voltar a não ganhar nada], mas acredito que vão ganhar, pelo menos, a Taça”.

Castro desvinculou-se do FC Porto na época passada e assinou contrato com os turcos do Kasimpasa.

*in RádioRenascença

Comentários