Porque é que as papoilas fingem não querer Artur Soares Dias?

Já começou a campanha “contra” Artur Soares Dias, por parte das papoilas. Mas desenganem-se os mais distraídos, esta campanha na verdade não é contra Artur Soares Dias, é na verdade a favor do árbitro de Gaia. E se não perceberam o porquê, a seguir explico.

Esta é uma fórmula antiga por parte das papoilas, veja-se o que fizeram com Pedro Proença, ostracizado pelo seu clube de coração por causa de um fora de jogo (o de Maicon). Mas o que pouca gente fala é que nesse mesmo jogo, o tal Proença, não marcou nada quando Cardozo andou a fazer malabarismos com as mãos dentro da sua área.

Agora a vítima é Soares Dias, dizem mal porque já sabem que vai ser o árbitro do Clássico, e não duvidem que eles sabem disto muito antes dos restantes, toupeiras não lhes faltam. Dizem mal porque sabem que conseguem condicionar a seu favor as prestações do árbitro. E às provas me remeto.

As papoilas vendem Artur Soares Dias como um Dragão, assim como fazem com Jorge Sousa, que ainda o ano passado nos roubou um golo com aquele fora de jogo escandaloso.

Vamos então ver o historial de Artur Soares Dias nos jogos do Porto, e começamos pelos clássicos contra as papoilas.

2013/2014 – jogo no salão de festas:

57 minutos – Jackson isolado e Soares Dias beneficia o infractor, marcando falta sobre Quaresma no meio-campo do Porto.

73 minutos – penalti não marcado, por empurrão de Garay a Quaresma

75 minutos – Danilo leva 2º amarelo por simulação, mas é empurrado nas costas por Garay (novamente)

2016/2017 – jogo no Dragão:

24 minutos – penalti não marcado, empurrão de Eliseu a André Silva

25 minutos – golo mal anulado ao Porto. Marca mão de Felipe, mas sendo assim teria de marcar a primeira mão, a de Mitroglou

56 minutos – penalti não marcado, agarrão de Lindelof a André Silva

E isto são apenas os jogos contra as papoilas, mas a seguir ficam os casos nos outros jogos em que Artur Soares Dias prejudicou o nosso clube:

2015/2016 – PORTO – Sporting

67 minutos – penalti não marcado, por falta de Coates sobre Aboubakar (jogo estava 1-2)

2017/2018 – PORTO – Portimonense para a Taça

86 minutos – penalti não marcado, por tesoura a André Pereira (jogo estava 1-2)

André Pereira Portimonense

2017/2018 – PORTO – Guimarães

8 minutos – penalti não marcado, por agarrão a Marega

24 minutos – penalti não marcado, defesa pendurado em Marega

73 minutos – penalti não marcado, rasteira de Konan a Hernâni

2017/2018 – PORTO – Tondela (VAR)

30 minutos – penalti não marcado, Corona agarrado

54 minutos – penalti não marcado, mão de Ricardo Costa

61 minutos – penalti não marcado, mão de Osório

2017/2018 – PORTO – Sporting Meia Final da Taça da Liga (VAR)

36 minutos – golo mal anulado a Soares

75 minutos – expulsão perdoada a Coentrão (jogo estava 0-0)

https://imgur.com/0r3l4YT

Acho que fica bem nítido porque é que as papoilas fingem não querer Artur Soares Dias no próximo Clássico. É que se há coisa em que Soares Dias é regular, é nos lances mal ajuízados contra o Porto. Seja como árbitro de campo ou até como VAR, com o ridículo de no jogo do Tondela, onde foi VAR, ter conseguido não ver 3 penaltis.

Comentários