Artur Soares Dias em Chaves – o perigo não vem apenas dos padres

Desengane-se quem pensa que os prejuízos ao nosso clube se cingem aos jogos apitados por padres e amigos do regime. Nada disso. Arrisco mesmo a dizer que o perigo maior dos últimos anos, tem sido um árbitro que a crítica muito gosta de elevar ao estatuto de melhor árbitro nacional: Artur Soares Dias.

Árbitro que nas últimas temporadas tem inúmeros penaltis por marcar a favor do Porto e falando apenas desta temporada, esse número está bem perto da dezena.

No jogo da Taça contra o Portimonense, que ganhamos nos descontos, não viu um penalti sobre André Pereira aos 86 minutos.

Rasteira a André Pereira (sim o defesa corta a bola, mas depois estica a perna esquerda para rasteirar o nosso avançado)

Seguiu-se a recepção ao Guimarães, jogo onde conseguiu não ver TRÊS PENALTIS a nosso favor.

Agarrão a Marega

Agarrão a Marega

Rasteira a Hernâni

Até podia ter aquela desculpa esfarrapada, de que deve ter o benefício da dúvida, porque não tem repetições. Mas então como explicar o PORTO – Tondela da 19ª jornada, onde como VAR; voltou a não ver 3 penaltis?

Agarrão a Corona

Mão de Ricardo Costa

Mão de Osório

E se acham que o pecúlio de Soares Dias se fica por aqui, é porque não se lembram da meia final da Taça da Liga, onde como VAR teve olho de lince para anular MAL, um golo a Soares, e não viu ou não quis ver os insultos racistas de Coentrão a Marega.

Golo mal anulado a Soares

Insulto racista de Coentrão

 

O que importa concluir? Que devemos sempre esperar o pior, seja quem for o homem do apito e não dar 45 minutos de avanço ao adversário. O jogo de hoje será num terreno historicamente complicado para o nosso clube, e não podemos facilitar. Entrar com TUDO.

(Manuel Mota será o VAR)

Comentários