“Acho que estivemos bem em todos os momentos do jogo” – Sérgio Conceição

sergio_conceicao_vs_portimonense_250218

O FC Porto voltou a golear, desta vez no estádio do Portimonense por 5-1, e voltou a fazer “uma exibição fantástica”, como classificou Sérgio Conceição na conferência de imprensa do jogo deste domingo. O treinador considerou que a equipa fez um jogo muito bem conseguido, tornou fácil o que, à partida, parecia complicado e interpretou na perfeição a estratégia planeada frente a um adversário ao qual deixou elogios, mas que encontrou “um FC Porto muito forte”, sublinhou.

Os Dragões seguem líderes destacados do campeonato, mas Sérgio voltou a frisar que ainda nada foi conquistado, que a vantagem pontual ainda não signficada nada, sem deixar de admitir que estão no caminho certo.

A análise ao jogo
“Foi um jogo que tornámos mais fácil do que o previsto. Como sempre entrámos fortes, conseguimos marcar cedo. Sabíamos como explorar algumas fragilidades defensivas do Portimonense e o primeiro golo é um bom exemplo disso. A estratégia passava por meter intensidade no jogo, condicionar a dinâmica do Portimonense. Estávamos precavidos para o jogo direto, estivemos também muito bem na aproximação à segunda bola… Acho que estivemos bem em todos os momentos do jogo. Fizemos um jogo muito positivo, sempre atentos ao ponto forte do adversário, que são as transições defesa-ataque. Depois do 2-0, baixámos um pouco a agressividade e a intensidade, o que permitiu ao Portimonense criar uma ou outra situação no seu último terço.“

“Foi um jogo muito bem conseguido, dentro daquilo que têm sido os nossos jogos, em que ficou demonstrado, mais uma vez, que somos uma equipa com uma dinâmica muito forte, com um espirito ganhador muito grande. Mas não passa de três pontos, temos muitos pontos em disputa, uma caminhada grande a fazer. Volto a dizer, como disse na antevisão, que ainda não conseguimos nada, não conquistámos nada, continuamos no nosso caminho e deixo uma palavra ao Portimonense, que tem feito um campeonato muito bom, é uma excelente equipa, cheia de jogadores de qualidade, mas que hoje encontrou um FC Porto muito forte.”

O momento da equipa
“Sinto que estamos bem, a jogar bem, confiantes, estamos a ganhar, mas estamos sempre alerta e desconfiados do momento. Estes cinco pontos de vantagem não querem dizer absolutamente nada. Volto a dizer que o mais importante é acabar com mais um ponto do que o segundo classificado.”

Demonstração de força antes do clássico
“Não jogamos para demonstrar nada aos outros, mas para demonstrar a nós próprios que somos capazes de meter em prática o que trabalhamos e meter essa exigência, esse rigor, essa determinação e grande ambição diária que existe em todo o jogo. Depois, obviamente que ficamos agradados em ganhar jogos, em fazer exibições fantásticas como esta, mas não jogamos nem vivemos a pensar naquilo que os outros podem ou não fazer.”

A estreia de Dalot a titular
“É um miúdo que tem feito um trabalho excecional na equipa B. Aproveito para mandar um abraço ao Folha, porque esta preocupação e este trabalho que está aqui hoje tem a ver com o trabalho de Folha na equipa B. Nós damos orientação e trabalhamos no processo da nossa equipa. Dalot tem um comportamento muito bom, mas é só um jogo. O sucesso não tem a ver com fazer uma ou outra boa exibição, mas sim dar continuidade e cada vez mais afirmar-se no FC Porto, e ele tem qualidade para isso. É um jogador de grande qualidade.”

A lesão de Soares
“Ainda não tenho informações, amanhã vamos avaliar e vamos saber com mais pormenor o que se passa.”

O apoio dos adeptos
“O fim do jogo com o Liverpool foi um momento muito marcante, verdadeiramente importante, Não é normal a forma como os adeptos apoiarem a equipa e mostraram que estão com ela. Esse momento está marcado na minha cabeça e no dos jogadores. Merecem que cheguemos ao fim do campeonato e lhes dêmos essa enorme alegria, que é sermos campeões.”

*in FCPorto

Comentários